Passando a noite em outro mundo

Passando a noite em outro mundo

Viajar é preciso e disso todo mundo já sabe. Mas conhecer destinos exóticos é uma experiência de viagem que ficará gravada na memória para o resto da vida. Tão importante quanto o destino é o local onde o descanso pós desbravamento ocorrerá. Então por que não juntar esses dois elementos de uma viagem em uma única coisa, passando suas noites em locais que são, por si só, tão inusitados e turísticos quanto se possa imaginar? Do enorme número de hotéis que existem pelo mundo, alguns se destacam por proporcionarem uma experiência de hospedagem diferente, além de acabarem se tornando pontos de interesse turístico para os viajantes devido suas qualidades peculiares. Confira algumas opções de hospedagem que te farão sentir como se estivesse visitando outro planeta.

Para começar essa viagem em formato de texto, vamos direto para o Japão. A capital do país do sol nascente, além de linda e rica culturalmente, contempla um hotel que proporciona uma experiência quase espacial. O Capsulevalue Kanda é um hotel que, ao invés de quartos, disponibiliza cubículos em formato de cápsula para seus hóspedes no melhor estilo de ficção científica (vale lembrar que o Japão passa por uma crise habitacional grande e um hotel com quartos menores é a solução perfeita para oferecer hospedagem com um ótimo preço). Apesar de pequenas, às cápsulas são extremamente confortáveis e podem abrigar até duas pessoas. O hotel ainda oferece Wi-Fi, TV e diversos espaços comuns para que os hóspedes possam trabalhar, comer ou interagir. Se a sua intenção é passar alguns dias no que poderia ser uma nave de exploração/colonização espacial, viajar para Tóquio e se hospedar no Capsulevalue Kanda é o mais perto disso que encontrará.


A Capadócia já pode ser considerada uma região de belezas de outro mundo. De fato, essa parte da Turquia reúne uma série de artifícios naturais que, em conjunto, representam um dos lugares mais belos do planeta. E o ser humano contempla essa vista na região há milhares de anos, transformando o local de acordo com seus aspectos culturais. Os povos que habitavam a Capadócia no passado construíram as suas cidades esculpindo suas casas diretamente nos paredões rochosos de formação calcária. As cavernas ainda são habitadas hoje e muitas se transformaram em hotéis luxuosos que oferecem uma verdadeira experiência de vivência local. O Mosaic Cave Hotel é um desses estabelecimentos que transformou as cavernas em quartos de hotel com tudo que um estabelecimento hoteleiro de qualidade pode oferecer.

O Salar de Uyuni, na Bolívia, apresenta aos seus visitantes um espetáculo natural feito em sal. A região desértica e extremamente plana é perfeita para contemplar as estrelas do céu bolivariano. E se sal é o material mais abundante da região, porque não construir um hotel inteiro com isso? O Palácio de Sal foi todo construído a partir de tijolos de sal e outros derivados. Exótico e diferente, dormir uma noite nesse hotel seria uma ótima forma de passar pelo Salar.


Os dois últimos lugares a serem citados são bem gelados e passar um tempinho neles não significa somente mudar de planeta, como também significa experimentar a vida sem uma estrela como o Sol. Localizado no norte da Suécia, o Icehotel de Jukkasjärvi (imagem de capa) é o famoso complexo hoteleiro feito inteiramente em gelo. Estranho, eu sei, mas muitos turistas pagam para passar algumas noites sobre uma cama feita do mais puro gelo, aquecidos apenas por pele de animal. O sucesso foi tão grande que os responsáveis pelo complexo conseguiram deixá-lo disponível o ano inteiro para os turistas e não somente durante o rigoroso inverno sueco. Uma coisa é certa, pelo menos: sua bebida estará sempre gelada (kkk). Já na Finlândia encontra-se o Hotel Kakslauttanen. Esse, por sua vez, oferece iglus construídos em vidro para que seus hóspedes possam se maravilhar com a natureza nevada, o céu estrelado e um dos maiores espetáculos da natureza: a aurora boreal. Os quartos abrigam de 2 a 6 pessoas e são totalmente aquecidos para que os hóspedes vislumbrem as maravilhas árticas confortavelmente. Tanto na opção sueca quanto na finlandesa, as regiões no extremo norte propicia apenas algumas horas de luz solar durante o inverno e os visitantes poderão aproveitar ao máximo tudo que a natureza noturna tem a oferecer.



Experiências não faltam e relatos sobre os incríveis momentos em locais únicos desse nosso planeta serão temas de muitas conversas ao longo da vida dos viajantes. Por isso, vale a pena juntar o prazer da exploração com a excentricidade de algumas regiões e hotéis como os descritos aqui. O certo é que bons momentos ficarão para todo o sempre gravados em nossa memória.

 

Por Pedro Nunes, Assistente de Marketing da DNA Turismo